terça-feira, 9 de novembro de 2010

Acentuação Gráfica e a Ocorrência de Crase

A Língua Portuguesa é uma das poucas que faz uso dos sinais de acentuação gráfica e isso acontece por dois motivos principais:
  • para identificar a sílaba tônica (a que tem a pronúncia mais forte na palavra);
  • para sinalizar a sonoridade da vogal, no caso de aberta ou fechada.
Os tipos de sinais são:
  • Acento Agudo (´): identifica as vogais tônicas de algumas palavras (normalmente produzindo o som de vogal aberta, como em mártir, anéis ou anzóis; exceção: parabéns, que se pronuncia com som de acento circunflexo).
  • Acento Grave (`): exclusivamente usado para sinalizar a ocorrência do fenômeno da crase. Veja que uma coisa é o acento grave e outra coisa é a crase.
  • Acento Circunflexo (^): identifica a vogal tônica fechada (como no caso de gênero, tênue, cômico) ou a vogal tônica a nasal (no caso de lâmpada, cântico).
  • Til (~): indica a nasalidade de algumas vogais sem que as mesmas passem a fazer parte de sílaba tônica (cidadão, cristã, cristão, órfão, pães, refrão).

Vamos a alguns exemplos de palavras que levam o acento agudo:
Bálsamo, mártir, anéis, bélico, célebre, anzóis, cólera, fósforo -----> Note que as vogais A, E e O quando sinalizadas pelo acento agudo produzem o som aberto. Já no caso das vogais I e U isso não faz diferença: Açaí, Baú.
Porém, existem algumas palavras que recebem acento agudo mas são pronunciadas como se tivessem acento circunflexo. É o caso das palavras Mantém, contém, parabéns...


Já as palavras com acento circunflexo:
Cândido, pândega, pêndulo, gôndola -----> Note que o som produzido pelas vogais acentuadas pelo acento circunflexo são de anasalado (vogal A) e fechado (vogais E e O) Somente as vogais A, E e O sofrem a ação do acento circunflexo. As vogais I e U, não.


Alguns exemplos de vogais sinalizadas por Til:
Estão, refrão, alemães, pães, artesãos, comilões, limões, órfão -----> O til é um acento de nasalidade, e torna tanto a vogal A quanto a vogal O anasaladas. Mas repare que nem sempre a sinalização da vogal a torna tônica. É o caso da palavra órfão, que tem acento agudo no Ó para designar sílaba tônica e também til no à para que fique com o som anasalado.


O acento grave e a ocorrência da Crase:
A crase é um fenômeno que resulta da junção da preposição A com o artigo A. Por isso, só se usa o acento grave (sinalizador da crase) em palavras do gênero feminino.

Exemplo 1: a palavra Casa.
Casa é um substantivo feminino. Portanto, leva o artigo A: A Casa.
Quando quero utilizar o verbo Ir, por este ser um verbo transitivo indireto, ele pede o uso de uma preposição.
Exemplo 2: Ir a algum lugar. Sempre quando se vai, se vai a algum lugar.
Quando digo que vou à casa de alguém,ocorre o fenômeno da crase, porque o verbo ir (vou) pede preposição (A) e o substantivo feminino casa pede o artigo feminino A.

A frase ficaria assim, então: Vou a a casa de minha amiga.
Tem dois "A" na frase acima. A preposição e o artigo. Nesse caso, transforma-se os dois "A" em um só e, para sinalizar que são dois "A" em um só, escreve-se ele assim: À.
A frase fica dessa forma: Vou à casa de minha amiga.

Agora, uma breve explicação porque NÃO ocorre crase quando se usa substantivo masculino:
Exemplo: O apartamento. (substantivo masculino, artigo masculino "O").
Verbo Ir (pede a preposição "A").
Ao juntar esses dois elementos em uma frase, fica assim: Vou a o apartamento da minha amiga.
Junta-se então o "A" com o "O" e não precisa transformar duas letras em uma, como ocorre com ("A"+"A"="À"), pois são duas letras distintas para a preposição ("A") e para o artigo ("O")
A frase correta é : Vou ao apartamento da minha amiga.




5 comentários:

  1. Muito bem explanado. Conteúdo de qualidade. Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Ótima explicação, só a leitura fica lenta por causa das flores do centro...rs

    ResponderExcluir
  3. pela primeira vez consegui entender este conteúdo.obrigado

    ResponderExcluir
  4. Gostei bastante, mas pelo amor tira essas flores.

    ResponderExcluir